Internautas enviam perguntas para debatedores do Apalpe

Logo após as primeiras falas dos integrantes da mesa do Apalpe, a internauta Cristina Souza enviou pelo Twitter do projeto – @defavelas – a seguinte pergunta: “Qual é o lugar de uma pessoa na cidade”. O ativista cultural George Araújo respondeu: ”Não existe um lugar específico para uma pessoa na cidade. O lugar é onde você está podendo exercer alguma observação, horas interagindo e horas captando elementos”.

Público do Apalpe aproveitou para fazer perguntas aos debatedores

Faustini também aproveitou para fazer uma pergunta: “Vocês estão falando muito da referência em mim. Mas ao mesmo tempo, todo a minha estratégia era colocar vocês negociando um com o outro, pois criar é uma negociação com o mundo. Como foi pra vocês terem que negociar com as estratégias e com os outros atores do apalpe?”.

“Encontrei pares no desejo de circular pela cidade. Nunca havia convivido com atores, por exemplo, e isso foi uma experiência renovadora. Sobre negociar, o desejo era igual, mas pude perceber as diferenças. Convivi com pessoas com ideias parecidas com as minhas, mas com outro formato. Negociar esse espaço com o outro foi muito interessante”, responde Rafaelle.

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s