PROGRAMAÇÃO COMPLETA – 20, 21 e 22 de Janeiro

Confira a programação completa do segundo evento Apalpe.

DIA 20 /01 – Quinta

18h – Sarau Apalpe.

  • O Apalpe recebeu inscrições de atores, cantores, poetas, bailarinos e performers de toda a metrópole para se apresentarem no sarau. Serão R$3.000,00 em prêmios distribuídos pelo júri e também por voto popular. As inscrições estão encerradas.

Júri composto por:

Beá Meira – arquiteta, arte-educadora e artista plástica

João Luiz – Assessor de Cultura da Universo e poeta

Numa Ciro – atriz, cantora e performe

DIA 21 – Sexta – Apalpe.Processos Criativos

  • 16h – Roda de Processo Criativo Apalpe – um debate sobre a metodologia no processo do projeto Apalpe que desenvolve oficinas desde julho de 2010, com 35 artistas e ativistas culturais de toda a metrópole.

Mesa composta por:

 Écio Salles – Escritor, pesquisador em cultura e Secretário de cultura de Nova Iguaçu

George Araújo – Produtor Audiovisual

Rafaelle Monteiro – Socióloga

  • 18h – Processo. Vídeo Guia Afetivo – Oito vídeos inéditos criados pelos alunos da Escola Livre de Cinema de Nova Iguaçu a partir do romance Guia Afetivo da Periferia de Marcus Vinícius Faustini serão exibidos para o público. Uma banca avaliará a defesa dos projetos feita pelos autores. Haverá premiação em dinheiro.

Banca composta por:

 Carlos Alberto Mattos – Jornalista, crítico de cinema e pesquisador

Ivana Bentes – Crítica de cinema

Luis Carlos Nascimento – Cineasta e Coordenador do Cinema Nosso

  • 20h – Processo.Cenas – Esquetes teatrais serão apresentadas pelos participantes da oficina Apalpe, através de adaptações dos textos literários produzidos pelos jovens autores do projeto. Além do júri o público também escolherá a melhor esquete.

Banca composta por:

Daniel Shencker – Crítico de teatro e jornalista

Jô Bilac – Dramaturgo

Márcia do Valle – Atriz

DIA 22 – Sábado – Oficinas.Encontros

  • 16h00 às 18h00 – Oficina Ação e Criação Poética com Sérgio Vaz –  As inscrições estarão abertas entre os dias 12 e 19 de janeiro. .
  •   19h00 – Lançamento do programa de auditório A palavra da periferia, comandado por Marcus Vinícius Faustini e transmitido via internet.

Sobre Marcus Vinícius Faustini:

 

Marcus Vinícius Faustini, carioca de 38 anos, é diretor teatral, cineasta e escritor. Cresceu no Cesarão, maior conjunto habitacional do Rio de Janeiro em Santa Cruz e em 1999, dirigiu, adaptou e assinou a cenografia e a trilha sonora de Capitu (do romance Dom Casmurro, de Machado de Assis). Em 2000 remontou o clássico Eles Não Usam Black Tie (escolhido pela crítica como um dos melhores espetáculos do ano), consolidando-se como respeitado diretor. Em 2001, Black Tie estreou em São Paulo. Ainda no ano de 2000 lecionou interpretação na CAL (Casa das Artes Laranjeiras) e  criou a Cia de Teatro Brasileiro. No ano de 2001, dirigiu em São Paulo a última peça escrita por Gianfracesco Guarnieri, o musical “A Luta Secreta de Maria da Encarnação”. No ano seguinte, em 2002, dirigiu seu primeiro filme “Chão de Estrelas”, um documentário sobre a vida do artista brasileiro. Em 2004 assumiu a convite da Prefeitura do Rio a direção artística do Teatro da Cidade das Crianças, em Santa Cruz, onde criou o projeto Reperiferia, que considera o principal de sua trajetória.

Em 2006 Faustini lançou nos cinemas seu segundo documentário: “Carnaval, bexiga, funk e sombrinha” sobre o universo contraditório das turmas de clóvis/bate-bolas que existem na periferia do Rio. Ainda em 2006 dirigiu o espetáculo “A Hora da Estrela” que fez temporada em vários teatros do Rio, e também o infantil “A comédia do Coração” de Ariano Suassuna, ambos sucesso de público e crítica. Em julho de 2006 o Projeto Reperiferia, coordenado por Faustini criou a Escola Livre de Cinema de Nova Iguaçu, a primeira escola de audiovisual totalmente gratuita da baixada fluminense, chegando a ter impacto na periferia do Rio de Janeiro. Além dela cria também a Escola Livre de Teatro, localizada em Santa Cruz. Em 2007 dirigiu o espetáculo teatral contemplado pelo Prêmio Myriam Muniz – Funarte, “O Inimigo do Povo” de Henrik Ibsen.

Convidado pela Prefeitura de Nova Iguaçu, Faustini assumiu em 2008 a pasta da Secretaria de Cultura e Turismo do município, na qual permaneceu até início de 2010. Em 2009 lança pela editora Aeroplano seu primeiro livro – Guia Afetivo da Periferia – que narra a trajetória de um jovem estudante de teatro pela cidade do Rio de Janeiro. Faustini prepara, neste momento, a montagem teatral inspirada no romance Guia Afetivo da Periferia.

Mais informações: apalpe2010@gmail.com / 21 2507 2909

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para PROGRAMAÇÃO COMPLETA – 20, 21 e 22 de Janeiro

  1. Estarei lá, apalpando, sentindo, ouvindo, vendo as criações desses artistas, especialmente a moçada da ELC.
    Grande abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s